A Welington Corporation possui também um blog:  wellcorp.blogspot.com.
 well  well2  WELINGTON CORPORATION
 

seminário I sobre dons espirituais-----------> clique na foto!!!!!



Jó 37
14. Inclina, homem, os teus ouvidos a isto, para e considera as maravilhas de Deus.
15. Porventura, sabes tu como Deus as opera na terra e como faz resplandecer o relâmpago da sua nuvem?

 

 

 

  

 

 


 

 

16. Tens tu notícia do equilíbrio das nuvens e das maravilhas daquele que é perfeito em conhecimento? 
17. Que faz aquecer as tuas vestes, quando há calma sobre a terra por causa do vento sul? 
18. Ou estendeste com ele o firmamento, que é sólido como espelho fundido?

 

Principal 

G
Certa feita um dois irmãos se aproximaram de Jesus e gritaram:

Parábola de Lucas 12:13-20

- Mestre! Ajuda-nos a dividir a herança entre nós!
Jesus replicou:
- Quem me colocou como Juiz ou Repartidor entre vós?

Havia um eco por detrás daquele chamado ou suposta honra. Sinistro eco. Tão sinistro eco que
logo após, Jesus narra uma parábola sobre a velha senhora Avareza.
Inventários costumam ser torpes batalhas judiciais que se arrastam anos a fio.
A poesia abaixo ( e que poesia!) retrata de modo belo a essência da resposta à voz
oculta por detrás da "terna" solicitação, resultando numa das maiores lições
de vida que um homem poderá ouvir, enquanto viver.

Welington


Ressurreição
(Ode sobre um Tanque a Queimar: Terras Santas, outubro de 1973)

Sou uma voz:
a voz do sangue derramado
clamando desde a terra.

A vida está no sangue
e durante anos a minha vida fluiu nas veias de um jovem.
Minha voz foi ouvida através da voz dele.

Então o nosso vulcão entrou em erupção
e durante vários dias de entorpecimento
todas as vozes humanas foram silenciadas
por entre o rugir dos canhões pesados,
o clangor metálico de esteiras de tanques,
os estampidos que fazem tremer os ossos,
como gladiadores com espadas de um milhão de dólares
a se matarem uns aos outros nas alturas do céu.

Depois, repentinamente – repentinamente
veio o zumbido de um lançador de foguetes –
um clarão amarelo sujo –
todo o inferno rugiu.

O clangor das grandes esteiras cessou.
O meu jovem herói saiu cambaleando e gritando do seu inferno;
o seu corpo contraiu-se bruscamente e caiu pesadamente na areia.

E eu fui jogado por terra –
a santa terra
da Terra Santa.

A batalha continuou.
Os veículos feridos continuavam queimando,
ressecaram-se e esfriaram.

Os "vagões de carne" levaram os corpos embora, enquanto
o frio da noite do deserto
abateu-se sobre colinas e dunas.
E eu, endurecido e escurecido na areia.

E então – e então
Ao voltar o silêncio imemorial
do agora cicatrizado deserto,
ali – ali congelada na terra,
na terra de profeta, sacerdote e rei –
Eu ouvi uma voz –
uma voz das profundezas da terra,
uma voz de outro sangue
outrora derramado violentamente na terra.

A voz me contou esta antiga estória;
sangue precioso entoou este antigo conto.

"Certo homem tinha dois filhos.
Um era rico e o outro era pobre.
O filho rico não tinha filhos
enquanto que o filho pobre fôra abençoado
com muitos filhos e muitas filhas.

Com o passar do tempo o pai caiu enfermo.
Ele estava certo de que não viveria mais uma semana
e por isto no sábado ele chamou os filhos para o seu lado
e deu a cada um deles metade da terra da sua herança.
E depois morreu.

Antes do pôr do sol os filhos sepultaram o pai com respeito
como o costume requer.

Naquela noite o filho rico não conseguiu dormir.
Ele disse para si mesmo:

"O que o meu pai fez não foi justo.
Eu sou rico, e meu irmão é pobre.
Eu tenho pão suficiente e de sobra,
enquanto que os filhos de meu irmão comem um dia
e confiam que Deus os alimentará no seguinte.

Preciso mudar o marco que nosso pai colocou no meio das terras
de forma que o meu irmão tenha um quinhão maior.
Ah – mas ele não pode me ver.
Se ele me vir, ficará envergonhado.
Preciso me levantar de madrugada, antes do sol nascer, e mudar o marco!"

Com isto ele adormeceu  
e o seu sono foi seguro e pacífico.

Nesse ínterim, o irmão pobre não conseguiu dormir.
Enquanto estava deitado inquieto na sua cama, disse para si próprio:

"O que o meu pai fez não foi justo.
Aqui estou eu rodeado de filhos e muitas filhas,
enquanto que meu irmão diariamente enfrenta a vergonha
de não ter filhos que ostentem o seu nome
nem filhas para consolá-lo na sua velhice.

Ele devia possuir a terra de nossos pais.
Talvez isto em parte lhe compensasse
pela sua indescritível pobreza.
Ah – mas se eu lhe der ele ficará envergonhado.
Preciso levantar-me de madrugada, antes do sol nascer
e mudar o marco que nosso pai colocou!"

Com isto ele adormeceu
e o seu sono foi seguro e pacífico.

No primeiro dia da semana –
bem de madrugada,
muito antes de o dia romper,
os dois irmãos se encontraram no lugar do velho marco.
Caíram em lágrimas nos braços um do outro.
E naquele lugar foi construída a cidade de Jerusalém."

– por Kenneth E. Bailey - do livro "A poesia e o camponês" - Edições Vida Nova

 

 

WELINGTON CORPORATION TUMBLR

"Welington José Ferreira" too in AMAZON

 

For Korean actors and actresses


Be strong and immovable as mountains. As the wind.

Unbreakable and invincible.

Not estimate the value of money as the incomparable value of your smiles
The inestimable value of your lived joy

On each film set, in every hug, in every theatrical gesture or movie represented
In each story represented through charmed crowds
In every gesture and every tear of you, actresses and actors
It was donated as a godsend
Like a breath, like a breath in the dark
You dreamed our dreams 
And those expressed in thousands of scenes
Do not imagine that success means a fat bank account
Rather, it is the beauty of living, that will never be erased
In our hearts, in the hearts of a generation
Who had the honor of seeing you cry.
Do not let the pain or the offense destroy the seed of life 
that was passed from hand  to hand
Sown amid unimagined storms
Be strong and tireless
Resist the pain, the ill-treatment
Do not let failure take out of you
This hope that is perennial in the hearts of those who will never forget the stories you lived,
Fairy tales, novels, wars, romance.
The life that you represent and doated
Along with the own life, youth, values ​​and dreams
Do not let the love of money, or anything of this universe
Change within you the divine beauty of your smile, your tears, for your confidence in your friendship
The success lasts a few days, a few years
Hearts that love last forever
Remember the donated seeds
Sown amid stormy days
And never give up living.
Because through you
Million people
They obtained the privilege
Smiling for a few more hours
And they received the love for you donated
That will not go out.

 

https://www.facebook.com/WelingtonCorporation

A better tale

 

First, make sure she’s alive! Always choose living people to marry. 
Second, you must really love each other. 
Third, see if you can put aside small differences 
and if life is wonderfully easier to bear next to that person you chose. 
See if you based your choice on more pros than cons. 
If the joy of being together is greater than the pains caused by the wars all around. 
Do not make your choice based on shallow reasons; 
Choose someone based on a heart devoid of pettiness. 
What is truly relevant adds peace, recreates life and gives importance even to small things. 
Do not choose who does not care about not caring. 
Do not cling to those who live but have died. 
The corpse bride loved a living dead, 
So full of death, so disgusting, 
that he murdered her. 
She who died, was more alive though, 
than the dead who once misled her into thinking
he was alive. 
If you choose by interest 
If the your desire to possess is by any means greater than

Your desire to live, 
If it is having, being, displaying and being able to use 
that which guides your choices 

The girl in the picture is actually more full of life than
You. 
Choose to LIVE  
rather than choosing another DEAD 
With whom you will be sharing a life in despair, 
eternally looking for
What can not give you LIFE. 
Let your heart be filled with this LIFE 
and change your fate, 
your interests 
your values. 
Learn to be happy with the things 
that are not part 
of this realm of pain and illusion... 
Don’t let anyone choose you 
While you wear deathful garments 
And do not let your choices 
Kill anyone. 
Before, choose to live off of joy 
and sincerity
Learn to build with real life 
Castles that do not crumble 
when the waters rise. 
Buy yourself clothes that can not be corrupted 
Loving with a heart filled with honesty 
And make your story 
A better tale.